Fazia já um ano - pouco mais, na verdade - que não sentia esta dorzinha, e não sei dizer muito bem se é dor. Parece bastante como se eu...

Lembretes

Fazia já um ano - pouco mais, na verdade - que não sentia esta dorzinha, e não sei dizer muito bem se é dor.
Parece bastante como se eu já estivesse de espartilho a muitas horas, uma pressão que vai te deixando sem ar.
Certa vez li algures uma pesquisa que indicava que algumas coisas podem partir um coração
literalmente. Lembro que levei muito tempo para aceitar, e só acreditei realmente quando senti essa mesma dor. Ela faz parecer que sim. Depois de algum tempo esqueci-me, hoje lembrei.
Não partiu-se, mas fez-me lembrar que é possível. E ruim. 
Ruim.
Não gostei de lembrar.

---

Abri aquele maldito caderno, na madrugada de ontem. Parece-me uma coincidência detestável.
"Por favor o queime" estava escrito no testamento junto com ele. Rasguei o testamento, abri o caderno e li.
Detestável coincidência.

3 comentários:

  1. Desculpa... Não mais irá repetir-se.
    (tri achando que é sobre o "boa noite"...)
    Se for, desculpa. De novo.

    ResponderExcluir
  2. Podem mesmo se partir, mas garanto que eu sei cuidar bem desse teu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se preocupe, caro L. Ele está muito bem cuidado.

      Excluir